quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Assisti Clone Wars

Bom gente,

Pra mim que sou fã de longa data de Star Wars, fica bem difícil de fazer um review de um filme desta tão brilhante saga criada por George Lucas a muito muito tempo numa galáxia muito distante. :-)

Vou tentar ser imparcial (se é que isto é possível). Logo de cara uma surpresa, cadê o tantarantantan da 20th Century Fox? O filme está sendo distribuído pela Warner Bros. :-O
Humm, será que existe uma conspiração do lado sombrio por trás disto? E nem teve o famoso texto no espaço para explicar o que esta acontecendo até o momento, no lugar colocaram um locutor a lá Tropas Estrelares (será que teve algum conhecido envolvido? Pesquisar sobre isso irei). E logo somos jogados em meio a disparos entre droids separatistas e clones da república. Nada fora do comum, até um pouco sonolento diria.

Os droids separatistas contam com uma nova e avançada inteligência artificial baixada diretamente dos Três Patetas (!), sério, não to brincando, só vendo as cenas para entender, ficam até brigando um com o outro. Teve uma hora que tive que baixar a cabeça no cinema me perguntando onde me enfio. Bom já que esta mais para uma comédia, vamos cair na brincadeira e rir um pouco. Fazer o quê?

Pra que não sabe, Clone Wars é o primeiro filme da Lucasfilm Animation, e pelo que parece, estão anos-luz atrás da Pixar (wall-e) e da PDI (madagascar), pois é difícil verificar quem tem os movimentos mais robóticos, os droids ou os "humanos" da republica, alguns movimentos estão horríveis, totalmente mal animados, até o Final Fantasy de 2001 dá um banho em termos técnicos. Pelo menos o áudio esta muito bom. Nada como estar num cinema com dolby digital para apreciar o sons dos sabres de luz. :-)

Ops, nem falei da estória ainda, que obviamente esta mais voltada ao público infantil, nela Anakin ganha uma padawan ainda bem jovem (uma menina da raça togruta) com o óbvio objetivo de cativar a audiência do Cartoon Network (onde a estoria irá continuar como seriado), e em diversos momentos mostra-se muito mais sábia que o próprio Anakin. Estou curioso qual o fim que ela irá ter, pois sabemos que ela não faz parte do episódio III, e nem do volume 2 do Clone Wars de Genndy Tartakovsky (que por sinal é muito superior a esta versão em todos os aspectos, inclusive já o assisti diversas vezes).

E o pior, ambos recebem a missão de resgatar o filho do Jabba, e desde quando o Jabba tem filho? E que mais parece um cachorrinho de pelúcia. E não para por aí, conhecemos o tio do Jabba também (que por sinal mais parece tia) foi só impressão minha ou o tio do Jabba é um Hutt travesti? Bizarro!

Ta bom, to sendo cruel com esse filme, afinal é Star Wars, e como fã, quero sempre mais, nem que seja mais um Especial de Natal que fingem que nunca existiu. Até que é divertido, e praticamente todas as cenas possuem alguma citação à série clássica, até um projeto de Millenium Falcon faz parte do filme. Humm, quando será que sai o DVD, não vejo a hora de comprá-lo. Ser fã é como ser um viciado, George Lucas pode lançar mais um monte de coisas de Star Wars, que lá estaremos para ver e rever e aplaudir ;-)

Minha nota: Pra quem é fã 6,5 - Pra quem não é fã 4.

Fiquem com o trailer:

Star Wars: The Clone Wars TRAILER

2 comentários:

João disse...

O filme é mais voltado para o publico infantil. Embora tenha tenha um Hut travesti entre os personangens. Concordo com o comentário que diz que os desenhos do Genndy Tartakovsky estão bem a frente desse star wars versão disney.
Mesmo assim gostei do filme. Vale o ingresso. Mas apenas pra quem é fã da série. Daonde você tirou essa raça togruta ?

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado